Olá!
Há quanto tempo não coloco nada por aqui, hein? Mais ou menos seis meses sem mostrar nada novo. E sem motivo. Ou melhor, tem motivo: preguiça. Quebrei completamente a ideia proposta a alguns posts atrás. É a vida…
Bem, sem mais chorumelas. Hoje vou mostrar como criei uma página de quadrinhos, da minha série “semi-biográfica” Mondo Maníaco.

O ESBOÇO
Esboco #2
As ideias voam, ficam pra lá e pra cá na minha cabeça. Quando resolvo contar uma história em quadrinhos, eu pego uma e trato logo de jogá-la no papel, fazendo um esboço de como será a página. Bem solto e rápido, apenas pra ter uma visualização da ideia. Colocar os personagens onde devem estar, e como eles serão feitos. Faço o posicionamento dos balões e escrevo uma primeira versão dos textos e diálogos.

O LÁPIS
Lápis MM2
Com o esboço preparado (geralmente faço no meu caderninho de desenhos, na medida de uma folha A4) parto pro desenho da página. Utilizo papel formato A3, e tento permanecer o mais fiel possível ao esboço, procurando passar o layout feito antes para essa folha maior.

A ARTE-FINAL
Nankim MM2
Terminada a parte do lápis, começa a etapa de passar a tinta nos desenhos. Trabalho com canetas nankim descartáveis da Mikron. Essa parte é a mais divertida (e demorada) do processo, quando os desenhos começam a saltar da página.

AS CORES

A arte final feita, digitalizo a página para montagem e tratamento no Photoshop, onde ela será colorida. Depois de colorir, importo o arquivo no Illustrator para colocar os balões e toda a parte do texto.

E é isso ai. Fazer quadrinhos dá trabalho, mas é extremamente recompensador chegar ao final do processo e vê-lo acabado. Agora é hora de ir para a próxima história.

Anúncios